Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

UMA MÃE DE CORAÇÃO... e algo mais

Este blog, mais do que "mãe de coração" tem "fragmentos de uma vida comum". Uni os dois blogs e, aqui, falo de adopção em geral, da nossa experiência e de outros pedaços da minha vida.

UMA MÃE DE CORAÇÃO... e algo mais

Este blog, mais do que "mãe de coração" tem "fragmentos de uma vida comum". Uni os dois blogs e, aqui, falo de adopção em geral, da nossa experiência e de outros pedaços da minha vida.

04
Jun15

... vou aborrecer-me...

isto parece que é uma ameaça... e até pretendia ser... mas não foi! E também não fui eu que a disse!!!

 

Ontem, depois de ir buscar o "piqueno" à escola fomos ao centro clínico cá da terra levantar uns exames da avó... o moço foi cheio de entusiasmo, afinal não é todas as semanas que nos passeamos no centro da cidade àquela hora. Quando chegámos e viu uma fila (...zinha) de 5 pessoas, pergunta logo:

- Oh mãe, nós não vamos esperar no fim da fila, pois não???

- Não filho, vamos passar à frente de todas as pessoas!! - digo cheia de ironia (que ele não percebeu e logo se chega à frente).

Lá fui busca-lo para o fim da fila e explicar que é falta de educação passar à frente de quem está à espera!! Revirou os olhos e diz:

- Então tens de me dar o teu telemóvel!

- Ãh??! Dar-te o meu telemóvel?

- ok, emprestar-me o teu telemóvel!

- E porque é que eu deveria, ou melhor, TENHO de te emprestar o meu telemóvel?? - como se eu não soubesse o que ele queria!!

- Para eu jogar!!

- Não sei se sabes filho, mas não é fim-de-semana, logo não há jogos de computador/telemóvel.

- Então e o que queres que eu faça?? - perguntou cheio de ares!!

- Esperas como eu estou à espera e como as outras pessoas presentes esperam para ser atendidas!!!

Revira-me novamente os olhos:

- Oh mãe mas assim vou aborrecer-me e tu não queres que me aborreça!!

Confesso que quase larguei uma gargalhada, não fosse o local onde estava e teria rido muito mesmo, mas como "até sou forte" (ou não ) limitei-me a responder:

- Oh filho, estou mesmo aborrecida por te ires aborrecer, tenho pena que não saibas esperar sem te aborreceres, aqui está uma boa altura para te habituares... vais ter muitas esperas ao longo da vida e muitos momentos para te aborreceres, por isso aprende a viver com eles... e já agora, eu também tenho de esperar!!!

... Acho que lhe baralhei os neurónios porque, entretanto, virou costas e entreteve-se a ler os placares por lá espalhados!!! 

 

Moral da história: Parece que agora é obrigação dos pais evitar que os "meninos" se aborreçam...temos pena, no meu tempo tinhamos de lidar com isso sozinhos!!!

3 comentários

Comentar post