Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

UMA MÃE DE CORAÇÃO... e algo mais

Este blog, mais do que "mãe de coração" tem "fragmentos de uma vida comum". Uni os dois blogs e, aqui, falo de adopção em geral, da nossa experiência e de outros pedaços da minha vida.

UMA MÃE DE CORAÇÃO... e algo mais

Este blog, mais do que "mãe de coração" tem "fragmentos de uma vida comum". Uni os dois blogs e, aqui, falo de adopção em geral, da nossa experiência e de outros pedaços da minha vida.

20
Mai15

Valores a transmitir...

Há valores que todos nós queremos transmitir aos nossos filhos. Cada um com os seus! Alguns, considerados por uns mais importantes, por outros nem por isso!

Algo que para mim é importante ensinar ao meu filho é a respeitar o tempo dos outros, começando pelo dos pais! Há quem pense que, por dizer ao meu filho: "Agora é hora da mãe descansar, vai brincar sozinho!", estou a ser egoísta e vou "traumatizar" a criança que vai sentir-se rejeitada. Eu não penso assim. Além de o ensinar a respeitar a liberdade dos outros, começando pela dos pais, também o ensino a respeitar-nos. É preciso aprender desde cedo que há momentos para tudo, e que os pais também são gente.

 

Ora isto é tudo muito bonito, mas nem sempre é fácil! Começou por ser o momento em que eu estava ao telefone, o tempo que estava no banho, ou simplesmente a dar um recado a alguém, era sempre a altura escolhida, por ele, para falar algo sempre "MUITO" importante. Levou tempo, mas hoje já entende que não está a ser rejeitado, e que posso dar atenção a outros ou a mim mesma e continuar a gostar dele.

 

O complicado é quando o meu tempo interfere com algo que quer fazer. De há uns tempos para cá pedia para ficar no colégio mais um pouco para brincar com os amigos. Escolhemos um dia por semana para isso acontecer, 6ªfeira não há trabalhos de casa por isso podiamos ir mais tarde para casa. Entretanto, passou a vir com os avós para casa (trabalham no colégio onde estuda), semana sim semana não, permitindo-lhe ter esse tempo extra para a brincadeira...o problema é que agora, mesmo nas semanas que o vou buscar, só aparece bem depois da hora da saída, e quando o vou procurar está invariavelmente entretido a brincar e nem a minha chegada o "abala".

 

Confesso que, de início, nem dei muita importância, chamei-o à atençao mas nada mais! Agora começa a mexer-me com o sistema nervoso!!!! Expliquei-lhe que tinha de respeitar o acordado, que também era para bem dele, afinal nessas semanas que vamos mais cedo para casa consigo adiantar as minhas tarefas e ter mais tempo para ele, e claro, vem o aviso que se não respeita o meu tempo, vou ter de terminar com o tempo dele e ir busca-lo todas as semanas!!! Depois percebi que isso também vai atrapalhar o meu tempo pois acabo a sair mais cedo do trabalho!!!!

 

Moral da história, mãe está sempre tramada, para ensinar o filho a respeitar o "tempo" dos outros tem de gastar "tempo"!!!!!!

6 comentários

Comentar post