Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

UMA MÃE DE CORAÇÃO... e algo mais

Este blog, mais do que "mãe de coração" tem "fragmentos de uma vida comum". Uni os dois blogs e, aqui, falo de adopção em geral, da nossa experiência e de outros pedaços da minha vida.

UMA MÃE DE CORAÇÃO... e algo mais

Este blog, mais do que "mãe de coração" tem "fragmentos de uma vida comum". Uni os dois blogs e, aqui, falo de adopção em geral, da nossa experiência e de outros pedaços da minha vida.

17
Nov16

Sinais de Mudança

Estou há imenso tempo para escrever este post, ou melhor, para me decidir a escrevê-lo. Sou uma daquelas pessoas que, quando sente que tudo se encaixa e começa a falar no assunto, parece que tudo desmorona. Quero quebrar essa minha superstição e valorizar mais o que, de bom, tenho.

 

Assim, e porque acho que há que passar sempre uma mensagem de optimismo, resolvi que tenho de partilhar as mudanças de "clima" cá em casa.

 

Confesso que andei um pouco receosa com o início do novo ano lectivo. Nos anos anteriores era sempre uma época complicada. O rapaz não queria voltar para a escola, estudar ou fazer TPC's era sempre debaixo de pressão, recebia recados da DT quase semana sim, semana não, o material escolar desaparecia à velocidade da luz, todos os professores se queixavam das constantes interrupções nas aulas, ora para ir à casa-de-banho, ora para acender as luzes, depois queria apagá-las, enfim, era só reclamações. Por tudo isto imaginam que não era uma época que eu ansiasse.

 

Depois de dois meses de aulas e com as avaliações intercalares passados devo dizer que estou agradavelmente surpreendida. Começo a acreditar quando se diz que "o tempo cura tudo". As mudanças de comportamento têm sido bem visíveis e até o humor dele está diferente... o pai chegou a perguntar algumas vezes o que é que ele andava a aprontar para andar sempre tão bem disposto!!!

 

Apesar de ter custado retomar as rotinas, há já algum tempo que estão perfeitamente encaixadas. Quanto aos estudos e TPC's, deixámos à responsabilidade dele e apesar de eu perguntar e insistir no tempo de estudo, hoje em dia ele sabe o que tem para fazer e faz sozinho. Continua a cumprir com as tarefas em casa, respeita as regras e gere de forma extraordinariamente melhor as emoções.

 

Tudo isto pode parecer exagero, mas se eu disser que sempre que fazia os trabalhos de casa, nos anos anteriores, era raro o dia que não acabasse em gritaria, não estou a exagerar. Sempre que havia a mais pequena contrariedade a casa quase vinha a baixo com os gritos e as birras e amuos constantes.

 

Com isto não quero dizer que, agora, é tudo perfeito, os amuos continuam a existir, as frustrações ainda estão presentes, mas se algum pai/mãe me vier dizer que os filhos são perfeitos eu vou, de certeza, pensar que me estão a tentar enganar ou a enganar-se a eles próprios... as crianças não são perfeitas, o ser humano não é perfeito, mas o meu rapaz é perfeito para mim!!  

 

O principal é que hoje em dia ele controla muito melhor as emoções e isso deixa-o feliz e vê-se todos os dias!!!

2 comentários

Comentar post