Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

UMA MÃE DE CORAÇÃO... e algo mais

Este blog, mais do que "mãe de coração" tem "fragmentos de uma vida comum". Uni os dois blogs e, aqui, falo de adopção em geral, da nossa experiência e de outros pedaços da minha vida.

UMA MÃE DE CORAÇÃO... e algo mais

Este blog, mais do que "mãe de coração" tem "fragmentos de uma vida comum". Uni os dois blogs e, aqui, falo de adopção em geral, da nossa experiência e de outros pedaços da minha vida.

13
Jan16

Os dias que passam

Ando bloqueada!


 


Tenho mil ideias, mil pensamentos, mil sentimentos e não consigo passa-los para "o papel".


 


Tem sido difícil escrever. Gosto de discursos coerentes e não me sinto coerente. Num minuto estou em alta e no segundo seguinte nem por isso! A perspectiva para as próximas semanas não é a mais agradável. É um pouco como se suspendesse a minha vida durante uns tempos em prol dos outros, e no entanto não é bem assim, já que a vida continua.


 


Para a semana chega a minha avó e, pelo menos, por mais dois meses lá estarei durante todo o dia com ela. As rotinas de sempre, o silêncio de sempre, o mesmo desinteresse pela vida. E sim, amo a minha avó, e pode parecer insensível mas há muitas horas em que me questiono qual o sentido de uma vida assim... se é que se chama viver. Nem prazer no convívio diário com as filhas, netos e bisnetos consegue sentir... como ela própria diz "está à espera da morte!" e nós ali estamos no alto do palanque a assistir a isso mesmo. Não há ajuda possível, nem nossa nem dos profissionais. Não há volta a dar quando alguém que "vende" saúde desiste de viver. Ou se calhar não vende saúde já que a "cabecinha já não está cá"!!


 


Uma amiga no outro dia dizia-me que amar é também aceitar quando está na hora de parar!!! Será?? E o que significa parar? Deixar de cuidar??? Deixar de me incomodar por ela estar assim??