Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

UMA MÃE DE CORAÇÃO... e algo mais

Este blog, mais do que "mãe de coração" tem "fragmentos de uma vida comum". Uni os dois blogs e, aqui, falo de adopção em geral, da nossa experiência e de outros pedaços da minha vida.

UMA MÃE DE CORAÇÃO... e algo mais

Este blog, mais do que "mãe de coração" tem "fragmentos de uma vida comum". Uni os dois blogs e, aqui, falo de adopção em geral, da nossa experiência e de outros pedaços da minha vida.

01
Dez15

Mãe de primeira viagem!!

Há uns dias em conversa com a minha mana mais velha, comentava da minha frustração em matérias de educação. Em determinados momentos sinto que nada avança, outros em que fico maravilhada com o progresso, e em outros irrito-me com os retrocessos!!!

 

É bem sabido que educar não é fácil, leva tempo, não existe manual e cada caso é um caso, portanto deve ser tratado de forma individual. Ora até aqui não há novidade certo? Pois, mas também é sabido que com o tempo vamos conhecendo as "manhas" dos nossos filhos, vamos aprendendo o que mexe com eles, o que os ajuda a avançar e o que os paralisa de medo!

 

Aqui a "je" tem andado aos papeis como se costuma dizer, no que diz respeito a estas coisas... as conversas que tenho com o meu filho parece que não entram... os castigos são considerados duros (por ele) no momento, mas no dia seguinte já nem se lembra... damos um passo à frente e dois atrás sistematicamente, o que me leva a pensar que algo errado estou a fazer, certo?? Certamente, algo me escapa que já devia ter percebido, não vos parece??

 

Então, como dizia, tudo isto veio à conversa com a minha irmã e conseguem imaginar a reacção dela??? Pois não foi nada do que eu esperava... pensei que me ia dar conselhos, que me ia "consolar", mostrar-me onde é que eu estava a errar .... mas não... a minha mana não fez assim... ela simplesmente, riu-se, sim, riu-se na minha cara!!!! Se ela estivesse mais perto acho que lhe teria batido!!! Então está aqui uma irmã desconsolada por não conseguir ajudar um filho e ela risse na minha cara?!?!?!?!?!?

 

"Mas tu querias aprender num ano o que todas as outras mães levam dez anos a perceber??" pergunta ela. Não, claro que não, é lógico que não, nem foi isso que eu disse. Só que ao que parece, e segundo ela, eu estou constantemente a comparar-me com situações que nada têm a ver com a minha. Se educar uma criança de 10 anos é igual por todo o lado (os desafios são um tudo ou nada semelhantes), a dinâmica necessária para lidar com essas questões leva o seu tempo. Isto é, quando educamos uma criança desde pequena, vamos aprendendo progressivamente, os seus "tiques e cliques", até que chegamos a uma altura e sabemos instintivamente por onde nos guiar (se não funciona da maneira A, sabemos que da B vamos conseguir alguma coisa, ainda que às vezes não seja o resultado pretendido!!), em contrapartida, quando apanhamos o comboio a meio, como é o meu caso, levamos com tudo em cima de uma vez.

 

Conclusão da conversa: "Deixa-te de mariquices que o teu filho está muito bem e feliz, vai com calma e não queiras tudo de uma vez!!!"

 

E por aqui se ficam os conselhos!!!! Como vêm por aqui não há paninhos quentes, há verdades ditas na hora certa!!! 

3 comentários

Comentar post